Pra Você Auto | Culinária | Saúde | Sua Casa

Relação entre sono e obesidade

Relação entre sono e obesidade

Sabemos que a genética desempenha um fator importante na determinação do peso corporal, ou seja, se um indivíduo tem uma “tendência” ou predisposição a ser mais magro ou não. Entretanto, os fatores ambientais como hábitos alimentares ruins e sedentarismo são considerados como principais vilões em relação aos índices crescentes de obesidade vistos em todo o mundo.
 
Entre as variáveis importantes que determinam o peso corporal destaca-se também a capacidade de uma pessoa dormir adequadamente à noite ou o que se chama: “padrão de sono noturno”. Acredita-se que um sono ruim teria papel central na predisposição a ganho de peso e até possa prejudicar o emagrecimento. Infelizmente, o número de jovens adultos com duração de sono inferior a sete horas por noite é muito alto (quase 40%).
 
De acordo com a endocrinologista Claudia Chang, “diversos estudos indicam que pessoas que dormem menos de 6 horas por noite têm maior chance de se tornarem obesas”.
 
Existem alguns distúrbios do sono, por exemplo, como a síndrome de apnéia obstrutiva do sono, na qual a pessoa tem pausas respiratórias, às vezes prolongadas, durante o sono associado em geral a ronco, e que segundo Claudia Chang, “leva a uma grande dificuldade de perda de peso e pior, até ganho!” Isto acontece porque durante o episódio da apnéia, há a parada do fluxo respiratório, liberação de hormônios (insulina, adrenalina, cortisol) que geram ganho peso. ”Sim, é como se estivéssemos comendo um bolo de chocolate enquanto dormimos”, exemplifica a endocrinologista.
 
“O reconhecimento, então, da síndrome de apnéia obstrutiva do sono é fundamental em pessoas que querem perder peso ou não estão conseguindo e seu tratamento não somente ajuda no processo de emagrecimento, mas também auxilia no controle da pressão arterial e até do diabetes, quando presentes”.
Estrogonofe Gelado de Presunto

Estrogonofe Gelado de Presunto

 

Leve o creme de leite ao freezer por 15 minutos.
Retire a lata do freezer e vire-a de ponta-cabeça.
Abra dois furos na superfície da lata e deixe escorrer todo o soro. Misture o creme de leite com a maionese, o ketchup, a mostarda, o molho inglês e o açúcar. Reserve. Corte o presunto em cubinhos e ponha em uma tigela.
Corte o palmito em rodelas e os ovos em cubinhos e junte-os ao presunto. Regue com a mistura de creme de leite, corrija o sal e leve à geladeira por 2 horas. Sirva com salada.
 
FERRERO ROCHER CASEIRO

FERRERO ROCHER CASEIRO

  • Comece ligando o forno. Deve ser preaquecido em 180ºC.
  • Separe uma assadeira e espalhe sobre ela as avelãs. Leve-as para tostar no forno por cerca de dez minutos. Quando comecem a liberar seu aroma característico estarão no ponto.
  •  
  • Tire do forno, e deixe que as avelãs esfriem. Em seguida, esfregue-as com um pano de prato, afim de retirar a pele. Quando estiverem sem as peles, pique-as bem.
  •  
  • Separe os biscoitos wafer já esmagados e misture com as avelãs picadas. 
  • Adicione a nutella e misture todos os ingredientes com as mãos, até que estejam muito bem mesclados.
  •  
  • Na sequência, com uma colher de chá separe as pequenas bolas. Com esta quantidade de ingredientes deverá conseguir entre 30 e 40 bolas, dependendo do tamanho.
  • Deverá enrolar cada uma das bolas para dar o formato de bombom, e se a massa não estiver firme o suficiente para que consiga enrolar, deixe-a descansar por cerca de meia hora na geladeira.
  •  
  • Depois que conseguir fazer todas as pequenas esferas de chocolate, leve-as ao frio. Deixe descansar na geladeira por cerca de 45 minutos.
  •  
  •  
  • Depois disso, derreta o chocolate ao leite (faça-o em banho-maria) e deixe esfriar.
  •  
  • Mergulhe cada uma das bolas no chocolate derretido, até que estejam bem cobertas, e está pronto!
  • Se estiver muito calor, guarde os seus Ferreros Rocher na geladeira, se não, pode deixá-los em temperatura ambiente.
Jujuba de goiaba

Jujuba de goiaba

Dissolver o cremor tártaro na água
Reservar
Misturar 80g de açúcar refinado com a pectina
Descascar, retirar o miolo e picar as goiabas e as maçãs
Se necessário, juntar um pouco de água, o mínimo possível
Bater as goiabas com as maçãs no liquidificador
Levar a mistura ao fogo até atingir 40ºC
Juntar a mistura de pectina e açúcar e ferver
Juntar então a glucose e o restante do açúcar
Cozinhar até atingir 107ºC
Juntar a solução de cremor tártato e água e misturar bem
Despejar imediatamente sobre uma assadeira untada com óleo e resfriar em temperatura ambiente
Depois de fria e firme cortar em cubos e passar pelo açúcar cristal
Confira todas as dicas...

Próximos eventos e festas

Voltar ao Topo