Pra Você Auto | Culinária | Saúde | Sua Casa

Lombo assado com recheio de salsicha

Lombo assado com recheio de salsicha

 

Tempere o lombo com o sal, a pimenta, o suco de limão e o vinho branco. 
Deixe marinar por 3 horas. Sobre a carne aberta, distribua as salsichas cortadas em rodelas, os ovos e as azeitonas picadas.
Salpique a salsa, enrole o lombo como um rocambole, amarre com barbante para não soltar o recheio e coloque em uma assadeira. 
Regue com a marinada e o caldo de carne, cubra com papel alumínio e asse no forno pré aquecido a 200°C durante 1 hora. 
Retire o papel alumínio e deixe dourar, regando de vez em quando com o molho que se formou na assadeira. Sirva em seguida.
Como andar com carro rebaixado

Como andar com carro rebaixado

O amortecedor é um componente da suspensão do veículo e é responsável pelo controle das molas para evitar balanços excessivos e garantir a segurança do automóvel e de seus ocupantes. Sinais como menor estabilidade em curvas, maior distância para a frenagem, desgastes de pneus e peças da suspensão, risco de aquaplanagem, balanço excessivo e vibrações indicam que a vida útil do amortecedor já está comprometida, assim, se você perceber qualquer anormalidade na suspensão é imprescindível que se faça uma revisão ou que se troquem as peças necessárias.
 
Para a galera que tem carro rebaixado na “brabeza” as sensações de desconforto são mais perceptíveis. Para a turma dos rebaixados o recado é claro. Não adianta ficar desesperado, a melhor maneira de se conduzir para evitar qualquer tipo de obstáculos é dirigindo com atenção, pois as ruas das grandes cidades escondem armadilhas constantes para os carros rebaixados. Evitar ruas com lombadas é uma boa solução, mesmo que para isso o trajeto se torne ainda mais longo. Desta forma pode-se estar evitando prejuízos maiores e mais caros. Cuidados básicos como estes para manter a conservação dos componentes da suspensão não podem ser esquecidos. “É completamente possível evitar maiores danos, mas arranhões e raspões são inevitáveis. E como dizem, ‘este é o preço do sucesso’”. Rodar com um carro rebaixado requer que seu dono esteja consciente dos cuidados que um rebaixado exige.
 
Entradas em garagens, valetas, buracos e lombadas (muitas das vezes irregulares) acabam surgindo como obstáculos cotidianos dificultando a vida dos carros rebaixados. A velha solução de entrar de lado nas lombadas e em guias rebaixadas pode acabar corrompendo o monobloco do carro ou sobrecarregando alguma das suspensões. Lembre-se que carros com suspensão rebaixada ficam muito próximos ao solo. Dirigir com cuidado, ficar ligado nas ruas em que se trafega e andar sempre em baixas velocidades ainda é a melhor solução para evitar surpresas desagradáveis.
 
AQUI VÃO ALGUMAS DICAS PARA SE RODAR TRANQUILO COM UM CARRO REBAIXADO.
 
1- Saídas de garagens exigem que o carro esteja com o menor peso possível, preferencialmente com o motorista apenas;
2- As valetas devem ser atravessadas em primeira marcha e sem se usar o freio. Porém, é preciso que se passe reto e devagar, acelerando apenas no fim;
 
3- Em lombadas é preciso reduzir antes e frear. Evite passar com o carro de lado para não empenar a carroceria, rachar o monobloco ou sobrecarregar a suspensão;
 
4- Caso você esteja em alta velocidade e surgir um buraco ou uma lombada as dicas são as seguintes:
a) Mantenha a velocidade constante;
 
b) Nunca freie no buraco ou na lombada. A roda parada concentra o impacto num único ponto, o que pode destruí-la para sempre e ainda danificar a suspensão.
 
c) Rodas grandes e pneus de perfil baixo precisam rolar lentamente até encostar-se ao obstáculo evitando o impacto direto e o surgimento de bolhas.
 
Essas são dicas bem úteis para se preservar a suspensão dos carros, especialmente as de carros rebaixados. As dicas estão ai, agora é só aproveitar o passeio no seu possante rebaixado.
 
Texto: Eduardo Silva.
Fotos: Divulgação – Internet.
Almôndegas de aperitivo da felitsa

Almôndegas de aperitivo da felitsa

 1° Em uma tigela grande misture bem a carne moída com os ovos, o alho picado, a cebola picada, a hortelã fresca e picada, o orégano, o sal kosher e o vinagre de vinho tinto. Reserve.
 
2° Molhe o pão em água morna até ficar macio. Depois esprema o pão para tirar o excesso de água, e aperte-o para virar uma pasta macia. Com as mãos misture o pão à carne (temperada e reservada acima), até que todos os ingredientes fiquem bem incorporados e o pão não esteja mais visível.
 
3° Com as mãos faça bolinhas de uma polegada e frite com pouco óleo até ficar marrom.
Sirva a seguir.
Confira todas as dicas...
Voltar ao Topo