Pra Você Auto | Culinária | Saúde | Sua Casa

Wrap de peito de peru

Wrap de peito de peru

Esquente a cebolinha em água fervendo por alguns segundos, para amolecer. Não deixe muito tempo: ela não pode ficar muito mole, pois será usada mais tarde para amarrar os lanches.
 
Molho: corte o tomate em tiras bem finas e acrescente o manjericão fresco picado (não muito miúdo, para dar gosto). Regue com um pouco de azeite, coloque o sal e pimenta moída. Mexa e deixe descansar para pegar o sabor. Corte o pão sírio ao meio horizontalmente, com cuidado para não quebrar. Montagem: passe o cream cheese em toda a face interna do pão. Coloque a folha de alface cobrindo toda a extensão do pão. Jogue uma pitada de sal e acrescente o peito de peru. Cubra com a cenoura ralada crua, espalhe um fio de azeite. Enrole o pão - ele vai ficar bem gordinho. Corte ao meio para render dois lanchinhos. Amarre com a cebolinha previamente aquecida em água fervente
Batata faz bem para o coração

Batata faz bem para o coração

Porém, não foram 18 participantes comuns, trata-se de um estudo com pessoas com sobrepeso ou obesas e que além do mais têm a pressão arterial alta. De acordo com o estudo, a ingestão de batata-roxa melhorou a saúde dos participantes de forma considerável. As batatas foram cozinhadas sem a utilização de azeites ou manteigas, enfim, sem gorduras.
 
De acordo com o nutricionista da Unifesp, João Victor Fornari, a batata-roxo não deve ser confundida com a batata-doce de interior amarelo. “Estamos falando de uma espécie silvestre de batatas com a casca e a polpa roxas. Tem sabor adocicado e pode ser usada par preparar um doce de textura pastosa e é muito apreciado por praticantes de atividades físicas”, revela.
 
No estudo, os participantes deviam se alimentar duas vezes ao dia com até oito batatas médias e roxas (do tamanho de uma bola de golfe) cozinhadas no forno de micro-ondas, somando um total de 218 calorias diárias. Os resultados foram reveladores: o consumo de batatas foi associado à diminuição de 3,5% da pressão arterial sistólica e cerca de 4,3% da diastólica. Além disso, nenhum dos indivíduos estudados ganhou peso.
 
Segundo os cientistas, a batata-roxa é uma fonte rica em antioxidantes que ajudam a reduzir a tensão arterial. O truque é comer a ‘pele’ dessas batatas porque a casca contêm muito mais desses antioxidantes e também é rica em potássio (outro elemento que ajuda a reduzir aa pressão arterial).
 
A maioria dos participantes estava tomando medicação para o estresse e mesmo assim os resultados foram positivos. De acordo com Joe Vinson, professor de química da Universidade de Scranton, a batata roxa e branca são semelhantes. Por isso, comer a pele de ambas pode ser benéfico ao coração.
 
Mais
 
De acordo com Fornari, a batata-roxa é originária do Peru e possui uma grande quantidade de polifenóis, nutrientes naturais que desempenham um papel importante na redução do risco de doenças cardíacas. Os polifenóis são compostos solúveis em água com poder antioxidante (podem ser encontrados também em frutas, mel, brócolis, aipo, cebola, salsa, vinho tinto, chá verde, chá branco ou azeite).
 
O nutricionista Fornari ainda diz que uma das vantages da batata-roxa é sua condição estutural ser classificada como um alimento de índice glicemico intermediário ou moderado. “Alguns estudos o classificam com baixo índice glicemico levando em conta a sua
resposta a porção glicemica. Ele pode ser usado em atividades físicas por proporcionar uma resposta mais lenta na absorção da glicose e também favorece atletas de atividades de resistência no inicio do exercício, não devendo ser usado em atividades de resistência ao decorrer da atividade.”
Confira todas as dicas...

Próximos eventos e festas

Voltar ao Topo