Pra Você

Auto

10 dicas para salvar o seu carro da enchente

Como em todos os anos, o verão chegou trazendo enchentes e alagamentos. Quem é pego de surpresa por um temporal ou precisa trafegar com o carro em uma situação como essa deve tomar algumas precauções para não acabar estragando o veículo. O Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi) dá algumas dicas sobre como prevenir dores de cabeça em função do aguaceiro.
 
1. Não tente dar a partida caso o motor morra durante a travessia de uma área alagada. Mantenha o veículo desligado e remova-o até uma oficina. Essa prática evita o chamado calço hidráulico, que é a entrada de líquido na câmara de combustão, causando a quebra de componentes internos. Reparar o motor que sofreu calço hidráulico não é barato, portanto, não arrisque.
 
2. Não enfrente o alagamento caso o nível da água esteja acima do centro da roda. A maioria das montadoras também estabelece uma altura máxima para que se possa atravessar um trecho alagado.
 
3. Dirija em baixa velocidade e mantenha uma rotação constante do motor em torno de 2.500 RPM. Isso diminui a variação do nível da água e seu respingar junto ao motor, tornando mais difícil a admissão do líquido e a contaminação de componentes eletroeletrônicos. A aderência e a dirigibilidade também melhoram.
 
4. No caso de veículos equipados com transmissão automática, troque as marchas manualmente, selecionando a posição "1". Dessa forma, o veículo não desenvolve tanta velocidade, o que torna possível manter o motor em uma rotação maior. Outra possibilidade é alternar a troca de marchas manualmente entre "N" e "1", mantendo a velocidade baixa e a rotação do motor em 2.500 RPM durante o trecho alagado.
 
5. Utilize o ajuste de tração conhecido como "Winter" ou "Snow", caso seu veículo disponha dessa função, oferecida como opcional em alguns carros automáticos. Embora seu propósito seja de aumentar a segurança em trechos de baixa aderência, como neve ou lama, essa função também pode ser usada durante alagamentos. Ela evita que o carro patine, graças ao bloqueio do diferencial, e facilita o controle da velocidade do veículo e da rotação do motor.
 
6. Mantenha a calma se, durante a travessia, o carro apresente "sintomas" como aumento de esforço ao girar o volante (caso o veículo disponha de direção hidráulica); variação na luminosidade das luzes do painel de instrumentos; alertas sonoros; flutuação dos ponteiros; luzes de anomalia da injeção eletrônica, bateria e freios ABS acesas; aumento do esforço ao acionar os freios; e interrupção do funcionamento da tração 4x4 (caso o veículo seja a diesel). Esse quadro provavelmente é causado pela perda de aderência entre a correia auxiliar e as respectivas polias da bomba de direção hidráulica, alternador e bomba de vácuo (nos veículos diesel), o que, na maioria das vezes, é um quadro passageiro que não impede o motorista de dirigir. Apenas reforce a cautela e mantenha o menor número possível de equipamentos ligados.
 
7. Desligue o ar condicionado para reduzir o risco de calço hidráulico. Essa precaução impede que alguns componentes joguem água na tomada de ar do motor.
 
8. Se o carro tiver sido rebaixado e turbinado, os riscos de sofrer calço hidráulico aumentam. Redobre a atenção aos procedimentos sugeridos para evitá-lo.
 
9. Caso você enfrente um alagamento mais sério, faça um check up mesmo que o carro não apresente problemas num primeiro momento. Corrija, por exemplo, possíveis alterações do sistema de injeção eletrônica, muitas vezes simples e imperceptíveis nessa fase, como maus contatos, mas que posteriormente podem causar grandes transtornos. Peça também uma avaliação do cânister, do óleo da transmissão e dos eixos diferenciais, no caso de veículos com tração traseira ou 4x4. Esses conjuntos podem ter sido contaminados, o que leva à redução da vida útil de seus componentes, além de riscos acentuados de falhas na embreagem, na suspensão e nos freios.
 
10. Caso você enfrente consecutivos alagamentos, limpe o sistema de ventilação, que poderá ter sido contaminado por fungos, bactérias e outros micro-organismos.
 
 
Fonte:Revista Quatro Rodas
link: http://quatrorodas.abril.com.br/reportagens/10-dicas-salvar-seu-carro-enchente-671065.shtml

Lâmpadas Halógenas x Xenon x LEDs

 

Temperatura (k) é diferente de Potência (w)
 
Potência (w) é diferente de Lúmens (qualidade de iluminação)
 
Temperatura é diferente de Lúmens (lm)
 
Portanto 8500k não quer dizer que a lâmpada é ruim e ilumina pouco.
 
Em lâmpadas de Xenon 35w 8500k (azul), obtém-se em torno de 2500 lúmens.
 
Em lâmpadas de LED 55w 8500k , obtém-se no máximo 300 lúmens.
 
Lâmpadas de Xenon 35w 4300k (branco amarelado), apesar de serem muito mais discretas, são proibidas. Estas possuem em torno de 3200 lúmens.
 
Atualmente, a melhor lâmpada automotiva em qualidade de iluminação é a Xenon 55w 4300k, que é capaz de gerar até 5400 lúmens.
 
Lâmpadas halógenas originais 55w tem uns 800 lúmens e lâmpadas no estilo GP Thunder 55w tem uns 1100 lúmens.
 
Lâmpadas halógenas de 100w são proibidas e além disso podem danificar os faróis (queimando-os e/ou deixando-os amarelados).
 
Outro fator levado em conta na hora de escolher lâmpadas pro carro é a durabilidade.
 
Lâmpadas de gás xenônio duram em torno de 3000 horas, enquanto as lâmpadas halógenas tem vida útil de 400 horas.
 
As lâmpadas de LED tem uma vida útil surpreendente de até 50.000 horas.

Escapamento

Com o uso constante, sofre desgaste provocado pelos resíduos corrosivos de combustível e óleo e deve ser trocado sempre que apresentar buracos ou rachaduras, para não comprometer o bom desempenho do motor. Composto por câmaras de expansão, conversores catalíticos e tubos, é o sistema responsável por recolher e eliminar os gases queimados no processo de combustão no motor, bem como pela redução do nível de ruído produzido por seu funcionamento, graças a um silenciador interno. Ele abafa o ruído do escape. Dentro do silenciador, há tubos perfurados e defletores que desviam o fluxo do gás, reduzindo sua velocidade e a pressão. Isso diminui as vibrações e o ruído.

Como tirar manchas de piches do seu carro

 

Para remover manchas de piches da lataria de seu veículo você precisa de:
 
*Querosene (encontrado em casas de produtos de limpeza) ou óleo diesel comprado em postos de combustível. 
*UM pacote de estopa ou pano. 
*Detergente neutro o de lavar louça. 
*Uma lata de cera para carro para dar brilho.
 
Como são produtos quimícos e inflamáveis tome cuidado com o manuseio, use luvas e deixe longe do alcance de crianças e animais.
 
Lave primeiro seu carro ou a parte afetada pelos respingos com detergente e água depois seque com um pano limpo e depois pegue a estopa umedeça com um pouco de querosene ou óleo diesel passe sobre as manchas e esfregue até sair e repita até sair todos os respingos depois lave novamente com detergente e depois de seco passe a cera para dar brilho,deixe a cera secar e depois tire e pronto vai ficar brilhando. Principalmente as partes baixas do carro que são bem afetadas pelo piche.
 
Recomenda-se que faça isso na sombra, não passe sobre a pintura toda só no local onde está com piche.

Culinária

Quadradinhos de frango

Em um recipiente esfarele o pão e junte o leite. Deixe por cerca de 10 minutos (para amolecer o pão). A seguir, adicione o peito de frango triturado, alho amassado, cebola, queijo ralado, salsinha, sal, pimenta e ovo levemente batido. Mexa com as mãos. Agregue a farinha de trigo aos poucos. A seguir, leve para geladeira por cerca de 15 a 20 minutos. Após gelar, unte as mãos com um fio de óleo e abra porções da massa. Empregue o recheio de mussarela. Feche. Modele com cortadores quadrado ou de estrela ou a gosto. Passe pelo ovo e farinha de rosca. Frite em óleo quente. Escorra.

Jujuba de goiaba

Dissolver o cremor tártaro na água
Reservar
Misturar 80g de açúcar refinado com a pectina
Descascar, retirar o miolo e picar as goiabas e as maçãs
Se necessário, juntar um pouco de água, o mínimo possível
Bater as goiabas com as maçãs no liquidificador
Levar a mistura ao fogo até atingir 40ºC
Juntar a mistura de pectina e açúcar e ferver
Juntar então a glucose e o restante do açúcar
Cozinhar até atingir 107ºC
Juntar a solução de cremor tártato e água e misturar bem
Despejar imediatamente sobre uma assadeira untada com óleo e resfriar em temperatura ambiente
Depois de fria e firme cortar em cubos e passar pelo açúcar cristal

Saúde

Como manter o peso

Para manter o peso foi desenvolvido um trinômio que traz resultados permanentes para você. O tratamento para a perda de peso e sua manutenção baseia-se em três pilares: reeducação alimentar, exercícios físicos e estabilidade emocional.

A reeducação alimentar é um processo de aprendizagem exercido através de orientações nutricionais específicas, onde o indivíduo conhece e aprende novos hábitos alimentares, proporcionando a escolha correta dos alimentos das suas refeições, tanto em nível qualitativo quanto quantitativo.
 
Reeducação alimentar não é regime, mas a forma de resgatar o verdadeiro sentido da alimentação: nutrir o corpo de maneira mais saudável possível. Pode ser aplicada em pessoas que possuem hábitos alimentares inadequados, com caráter preventivo e terapêutico.
 
A atividade física de qualidade deve ser devidamente monitorada. Não adianta nada tentar corre no parque um dia e nunca mais aparecer por lá. A orientação de um médico ou de um professor de educação física é essencial para que você perceba seus limites. Segundo alguns profissionais, 40 minutos diários de caminhada já são de grande auxílio.
 
Além da caminhada, os exercícios bons para perder peso são natação, corrida, bicicleta e ginástica aeróbica. Exercícios como musculação e ginástica localizada são ineficientes para ajudar na perda de peso. Servem para definir a musculatura e evitar a flacidez.
 
Os fatores psicológicos são importantes para perder peso e manter o peso perdido. A força de vontade de que tanto se fala, reside muito no fato de você procurar e assegurar uma estabilidade emocional que lhe permita “enfrentar” as mudanças de hábitos que se submeteu, e chegar ao fim a que se propôs.
 
Na verdade, a força de vontade não é uma questão de querer somente. Racionalmente a pessoa está com sobrepeso quer (e precisa) emagrecer, mas os seguidos fracassos que experimentou em tentativas de diferentes dietas diminuem sua força de vontade. Por isso, muito mais do que querer é preciso persistir.
 
Uma das formas de fazer essa força de vontade prevalecer é valorizar as menores conquistas. Isso reforça muito a auto-estima e se converte em uma ferramenta importante na luta contra o sobrepeso.
 
Com o trinômio (alimentação equilibrada, exercícios físicos e estabilidade emocional) pode-se, sim, manter um peso saudável.
 

Carne vermelha reduz fertilidade masculina, diz estudo

Uma alimentação nutricionalmente pobre e obesa baixa a fertilidade do homem, segundo pesquisa do Centro de Fertilização Assistida de São Paulo. O estudo ainda sugere que carne vermelha, café e álcool devem ser cortados dos hábitos alimentares.
 
Os pesquisadores sugerem que, para uma maior produção de espermatozoides, a dieta masculina deve ser rica em grãos e frutas. A chance de uma fertilização bem sucedida em indivíduos que seguem essa dieta aumentam consideralmente, de acordo com os dados do Centro.
 
“A concentração de esperma é influenciada negativamente pelo índice de massa corpórea (IMC) e o consumo de álcool, e possivelmente é positivamente influenciado pelo consumo de cereais e pelo número de refeições por dia”,  explica o responsável pelo estudo, Edson Borges.
 
Os pesquisadores estudaram 250 homens que procuraram ajuda por meio da injeção intracitoplásmica de sêmen, um tipo de fertilização in vitro. Cada participante respondeu um questionário sobre hábitos alimentares, álcool e cigarro antes de realizar o procedimento.  Os homens mais saudáveis tiveram mais êxito em engravidar suas mulheres.

Como tratar e controlar a ansiedade.

O que são transtornos de ansiedade generalizada?

Pessoas com transtornos de ansiedade generalizada passam o dia cheias de preocupações e tensões exageradas, ainda que tenha pouca coisa ou nada provocando isso. Elas antecipam desastres e são profundamente preocupadas. Algumas vezes só pensar em viver o dia já produz ansiedade.

Os transtornos de ansiedade generalizada são diagnosticados quando a pessoa preocupa-se excessivamente sobre uma variedade de problemas cotidianos por pelo menos 6 meses. Pessoas com transtornos de ansiedade generalizada não conseguem se livrar de suas preocupações, mesmo que percebam que a sua ansiedade é mais intensa do que seria esperado pela situação.

Pessoas com transtornos de ansiedade generalizada não conseguem relaxar e têm dificuldade de concentração. Muitas vezes, as pessoas com transtornos de ansiedade generalizada têm dificuldade para dormir. Sintomas físicos que geralmente acompanham a ansiedade incluem fadiga, dor de cabeça, tensão muscular, dores musculares, dificuldade de engolir, tremedeira, irritabilidade, sudorese, náusea, ir ao banheiro freqüentemente, sentir falta de ar, e ter ondas de calor.

Os transtornos de ansiedade generalizada afetam duas vezes mais as mulheres do que os homens. Como tratar e controlar a ansiedade Quando o nível de ansiedade é normal, as pessoas podem interagir socialmente e manter um trabalho. Já em casos de ansiedade severa, a pessoa tem dificuldade de desempenhar simples atividades rotineiras. Os transtornos de ansiedade generalizada são geralmente tratados com medicamentos e psicoterapia cognitiva comportamental, porém também deve-se tratar condições coexistente, se elas ocorrem, como alcoolismo e depressão.

Se você acha que tem muita ansiedade deve procurar um clínico geral que poderá determinar se os sintomas são de transtornos de ansiedade generalizada, de outra condição médica, ou de ambos. Se o transtorno de ansiedade generalizada for diagnosticado, o paciente geralmente é encaminhado a um médico especialista na saúde mental para que possa tratar e controlar seus sintomas.

Uma vez começado o tratamento com medicação, é importante nunca interrompê-la abruptamente. Certos remédios devem se descontinuados gradualmente sob supervisão médica, ou reações adversas podem ocorrer. Dicas para ajudar a tratar e controlar a ansiedade mais eficientemente.

Muitas pessoas com transtorno de ansiedade generalizada se beneficiam de juntar-se a um grupo de ajuda e compartilhar seus problemas com outros. Conversar com um amigo de confiança pode lhe dar apoio. Meditação e técnicas de controle de estresse podem ajudar pessoas com ansiedade a se acalmar e elevar os efeitos do tratamento. Há evidência preliminar também de que exercício físico aeróbico pode ter um efeito calmante. Porém, tudo isso não é substituto do tratamento médico profissional. Uma vez que cafeína, certas drogas ilícitas e até alguns remédios vendidos sem prescrição médica podem agravar os sintomas dos transtornos de ansiedade generalizada, eles devem ser evitados. Verifique com seu médico antes de tomar qualquer remédio adicional. A família é muito importante para ajudar uma pessoa a tratar e controlar a ansiedade. A família deveria dar apoio e não trivializar o transtorno de ansiedade ou cobrar melhoras sem tratamento. Tratamento do transtorno de ansiedade Remédios podem ser combinados com psicoterapia para tratar e controlar transtornos de ansiedade, e esse é o melhor método para muitas pessoas. Como tratar e controlar a ansiedade com remédios e medicamentos. Os remédios não curam o transtorno de ansiedade, mas podem o controlar enquanto a pessoa recebe psicoterapia. A medicação deve ser prescrita por um médico, geralmente um psiquiatra, o qual pode oferecer psicoterapia ou indicar alguém para realizá-la. Como tratar e controlar a ansiedade com psicoterapia.

A psicoterapia envolve conversar com um profissional treinado, psiquiatra ou psicólogo, para descobrir o que causa o transtorno de ansiedade e como lidar com seus sintomas. A psicoterapia cognitiva comportamental geralmente é muito útil para tratar transtornos de ansiedade. Para ser eficiente, a psicoterapia cognitiva comportamental deve ser direcionada às ansiedades específicas da pessoa e deve ser moldada às suas necessidades. Não há efeitos colaterais, a não ser o desconforto da ansiedade temporariamente aumentada. A psicoterapia cognitiva comportamental deve durar pelo menos 12 semanas.

Fonte:Biolab

Link:http://biolablab.com.br/site/index.php/component/k2/item/113-como-tratar-e-controlar-a-ansiedade

Verão e saúde

O verão é a estação do ano que mais combina com a saúde e a estética. Uma preocupação justificada, já que é justamente a estação do corpo. Quando finalmente nós nos entregamos aos raios solares, a pratica de esportes, aos cuidados conosco. Muitos brasileiros ficam ansiosos pela chegada do verão. É uma ótima oportunidade para curtir a praia, a piscina e, quem sabe, até viajar para as regiões litorâneas. Em férias escolares, algumas crianças e adolescentes aproveitam os meses quentes em casas de praia. Mas para desfrutar de tudo que o verão tem de bom, é preciso tomar alguns cuidados especiais com a saúde.

Várias doenças se tornam bem mais habituais nos períodos mais quentes e úmidos do ano. Um grande exemplo são as micoses, que aparecem com freqüência na estação do calor, em decorrência dos climas quentes e úmidos, suor intenso, uso de óleos de bronzeadores, roupas úmidas e outros fatores que facilitam a proliferação de fungos e a disseminação de doenças.
Dicas para se proteger no verão:
 
• Evite usar produtos que aumente a oleosidade da pele;
 
• Evite andar descalço
 
• Não use objetos pessoais de estranhos;
 
• Seque-se sempre muito bem depois do banho, principalmente as dobras de pele, como axilas, virilha e dedos dos pés;
 
• Evite ficar com roupas molhadas por muito tempo;
 
• Utilize meias e roupas íntimas de algodão, as de fibras sintéticas retêm o suor;
 
• Quando for a manicure ou pedicure, leve seu próprio alicate, lixa e tesoura. Caso não os tenha, verifique se estão todos esterilizados;
 
• Evite usar o mesmo sapato dois dias seguidos.

Sua Casa

Cozinhas

A cozinha é um dos ambientes que mais refletem o estilo de vida de uma família. A importância que se dá na decoração de cozinha é proporcional à importância que este ambiente possui no contexto familiar.

Na hora de projetar a cozinha é importante prestar atenção ao quesito ventilação, circulação e iluminação. A cozinha não pode ser um corredor de passagem, e a iluminação natural é uma boa dica, além de ser agradável ela não distorce a cor dos alimentos.
Para cozinhas pequenas opte por cores claras para que o ambiente pareça mais amplo, a iluminação abundante ajuda a aumentar a sensação de espaço.
 
Uma das transformações mais visíveis da última década no mundo da decoração foi a incorporação da cozinha na sala tornando os dois espaços mais amplos e trazendo o espaço gastronômico para o centro das atenções: a cozinha americana.
 

Decoração com aquários

Além de representarem um hobbie, os aquários estão sendo cada vez mais usados como elementos de decoração. São excelentes para tornar o ambiente mais calmo e relaxante, conferindo beleza natural a qualquer espaço em que se encontrem.
 
As opções de aquários são muitas no mercado. Algumas lojas oferecem até mesmo a possibilidade de escolher todas as dimensões do aquário que será confeccionado, o que permite ao cliente a melhor disposição desse objeto no espaço desejado.
 
Observar peixes no aquário, dizem estudos, ajuda a aliviar o stress e a reduzir a pressão arterial. Sem contar que cuidar de um aquário também pode ser muito divertido. É importante verificar se haverá tempo e disposição dos moradores para fazer a manutenção do aquário. Alimentar os peixes, limpar o aquário e estar sempre atento à temperatura e à qualidade da água são tarefas muito importantes e que devem ser levadas a sério.
 
O aquário não só enfeita o ambiente, ele pode ganhar diferentes funções. Uma delas é ser um divisor de espaços, separando diferentes locais e, como efeito adicional, permitindo que a luz passe. Aquários mais iluminados podem inclusive ser usados para compor a iluminação do ambiente.
 
Não é preciso gastar muito dinheiro nem ocupar grandes porções de espaço (que podem não estar disponíveis) apenas para ter um aquário grande. Aquários de tamanho menor também embelezam o ambiente e são igualmente capazes de dar complemento à decoração e torná-la mais criativa e diversificada. 
 
Fonte:http://www.capitalimoveistv.com.br/noticias/31-decoracao-com-aquarios

Dez dicas de decoração para quartos pequenos

1- Cores Claras
 
Cores escuras podem dar a aparência de que o quarto é ainda menor. Portanto, invista em tons claros, que conferem sensação de amplitude.
 
2- Invista em Espelhos
 
Espelhos não servem apenas para conferir a aparência. Na decoração, têm a função de proporcionar aspecto maior aos ambientes.
 
 
3- Cama
 
Gavetas na cama são uma boa opção para ambientes pequenos. Alguns modelos box já vêm com elas. Se não os encontrar, vale até apostar em um colchão box em uma cama convencional.
A cabeceira é um importante item de decoração, que deve harmonizar com o estilo do restante do projeto.
 
4- Abuse das Paredes
 
As paredes de quartos pequenos são grandes aliadas. Abuse delas com detalhes suspensos,  prateleiras e nichos colaboram com a organização.
 
5- Objetos e Roupas de Cama
 
O ambiente claro pode ganhar cores e detalhes por meio de tapetes, roupa de cama, almofadas, cadeira colorida, pufe, quadros. Tudo isso sem exagero, é claro, e com tonalidades complementares. Se enjoar do visual, basta trocar os objetos e tecidos. O aspecto muda sem que se gaste muito.
 
6- TV
 
Colocar a televisão na parede é uma opção para ocupar menos espaço nos móveis. “Mas tem de tomar cuidado com o que vai ligar nela. É importante que se pense onde colocar o DVD, o videogame, o aparelho da TV a cabo”.
 
7- Porta Retratos
 
Porta-retratos podem incrementar a decoração e reavivar memórias. É permitido investir em molduras de modelos e tamanhos diferentes, dependendo do estilo do dono do quarto.
 
8- Facilite a Circulação
 
Encher o quarto de móveis pode atrapalhar a circulação, principalmente em quartos pequenos. Recomenda-se deixar corredores de pelo menos 60 cm nas laterais das camas e em frente aos armários. “Em quartos de solteiro, vale encostar a cama na parede, porque se acaba ganhando espaço para circulação. Fazer isso com cama de casal não fica bom, já que quem dorme ao lado da parede tem dificuldade para se levantar.”
 
9- Organização
 
Quanto menor o ambiente, mais organizado ele deve ser. Objetos jogados, sem espaço para serem guardados, poluem o quarto. Por isso, os móveis precisam de um bom planejamento. 
 
 
10- Móveis
 
Os móveis do quarto podem ser de materiais variados, como madeira e laca. Portas de correr otimizam o espaço, assim como uma bancada de estudo ao lado da cama, que também tem a função de criado-mudo.
 
Voltar ao Topo